Nosso cérebro tem capacidades incríveis. Mas, calma… isso aqui não será uma aula de Neurociência, com termos distantes do mundo dos concursos públicos. Na verdade, as questões cerebrais estão muito mais ligadas à qualidade dos estudos do que você imagina, sabia?

Importância do relaxamento

No século XIX, o matemático Henri Poincaré tentou por 1 mês, sem sucesso, resolver um problema matemático e sabe quando ele conseguiu a solução? Quando estava de férias. A resposta veio de uma parte do cérebro que continuava a trabalhar, mesmo quando ele estava descansando. 

Sabia que o que funcionou para ele também pode funcionar para você?

Aí entram suas horas de sono. Mesmo dormindo, nosso cérebro continua resolvendo questões ligadas aos nossos estudos, como dúvidas de disciplinas, hábitos a serem adquiridos, abandonados… contudo, isso só irá funcionar com uma dica importante para você já testar essa noite:

  1. Concentre-se em resolver aquela dúvida logo antes de dormir, foque bem nisso;
  2. Pela manhã, quando você menos esperar, as chances de você ter respostas ou indicativos delas são enormes!

O intenso esforço cerebral antes de dormir, ou antes das férias serve para treinar seu cérebro a focar naquele problema e não em outro, serve para aumentar o foco, mesmo quando estamos dormindo.

Fantástico, né?

Fique ligado que tratemos mais técnicas como estas. Vamos passar por métodos de estudos, tipos de foco e como aumentar sua capacidade de aprender.

Adaptado do estudo do Professor Francis Crick do Salk Institute for Biological Studies.